As criaturas de supernatural exploram mitologias e lendas comuns no mundo todo, proporcionando a série elementos de terror fascinantes e capazes de nos deixar aterrorizados. Isso porque, além de variados, esses seres assumem estéticas horripilantes, muitas vezes se disfarçando de humanos, para só depois mostrar sua verdadeira face.

À medida que a série avança, somos apresentados a anjos, metamorfos, sereias, demônios, fantasmas, cavaleiros do apocalipse e por aí vai. Inclusive, a última das criaturas de supernatural pode te surpreender, já que não poderíamos deixá-la de fora dessa lista, visto a sua periculosidade.

E então, preparado para testar o seu conhecimento acerca da mitologia da série de terror?

Índice

1. Anjos – criaturas de Supernatural que não são boazinhas!

Anjos - criaturas de Supernatural que não são boazinhas!

Anjos – criaturas de Supernatural que não são boazinhas! – Reprodução

A mitologia por trás da série é baseada em diversas religiões, contudo o cristianismo ganha destaque ao longo das temporadas. Por isso, uma das criaturas de supernatural mais explorada é o anjo, retratado como um ser celestial criado por Deus, para servir e executar suas vontades.

Os anjos de sobrenatural possuem uma hierarquia, com diferentes ordens e classificações. Desse modo, Arcanjos, como Miguel e Lúcifer, são retratados como sendo de uma ordem superior, enquanto anjos comuns, como Castiel, são de ordens mais baixas.

Os anjos têm asas que representam sua natureza celestial e que são uma parte essencial de sua identidade. Por isso, quando um anjo as perde, é um sinal de sua queda. Esses seres também apresentam poderes, incluindo teletransporte, telecinesia, cura e habilidades de combate sobrenaturais.

A série retrata uma guerra no céu entre os anjos leais a Deus e aqueles que se rebelaram liderados por Lúcifer. Assim, essa rebelião resulta na queda dos anjos rebeldes e na prisão de Lúcifer.

Muitos elementos da mitologia dos anjos em “Supernatural” são baseados em passagens bíblicas, especialmente no Livro de Ezequiel e no Livro de Apocalipse. Dessa maneira, a série interpreta as passagens de uma maneira única e muitas vezes coloca um toque moderno na mitologia.

Personagens anjos notáveis na série incluem Castiel, um anjo leal a Deus que desempenha um papel crucial na história, e Gabriel, outro arcanjo com uma personalidade única.

2. Arcanjos

Arcanjos

Arcanjos – Reprodução

Em “Supernatural”, os arcanjos são anjos de ordem superior, desempenhando papéis cruciais na narrativa. Assim, Miguel é retratado como o arcanjo mais poderoso e leal a Deus, enquanto Lúcifer é um arcanjo caído que liderou uma rebelião.

A guerra celestial entre as hostes celestiais e os anjos rebeldes, especialmente a rivalidade entre Miguel e Lúcifer, é um tema central, fazendo com que essas criaturas de supernatural ganhem destaque em muitos episódios.

Outro arcanjo, Gabriel, adiciona complexidade à trama com sua personalidade irreverente. Desse modo, a série explora as dinâmicas entre esses seres celestiais, suas relações com personagens principais, e questões de livre arbítrio e moralidade no contexto de suas escolhas e ações.

3. Alaistair

Alaistair

Alaistair – Rerpodução

Alastair é um demônio de destaque em Supernatural, desempenhando um papel significativo em várias temporadas. Isso porque ele é retratado como um demônio poderoso e cruel, com uma personalidade sádica e astuta, introduzido inicialmente como o torturador chefe no Inferno.

A trama de Alastair está profundamente vinculada ao personagem Dean Winchester, já que ele é responsável por torturar Dean durante seu tempo no Inferno, o que deixa cicatrizes emocionais duradouras no protagonista. Sob esta perspectiva, a relação entre Dean e Alastair é complexa, envolvendo tentativas do demônio de corromper Dean e explorar seu potencial como um torturador.

Alastair também desempenha papel fundamental nas tramas mais amplas envolvendo as guerras no Inferno, demais criaturas de Supernatural, as lutas de poder entre demônios e as conspirações que afetam tanto o mundo sobrenatural quanto o mundo dos humanos.

4. O Anticristo

O Anticristo

O Anticristo – Reprodução

A história de Jesse Turner é apresentada na quinta temporada da série, e ele é inicialmente retratado como um menino normal, mas logo se torna claro que ele é mais do que aparenta ser.

Jesse é identificado como o filho de um soldado humano e uma mulher demoníaca, o que faz dele uma figura única e poderosa. Nesse sentido, sua concepção foi planejada por forças sobrenaturais para criar o Anticristo, uma entidade destinada a desempenhar um papel importante no Apocalipse.

Ao longo da temporada, Jesse começa a manifestar seus poderes, incluindo a capacidade de telecinese e a habilidade de influenciar e controlar seres demoníacos. A partir daí, sua natureza híbrida entre humano e demônio faz dele uma peça-chave nos eventos que levam em direção ao confronto final entre as forças do Céu e do Inferno.

A relação entre Jesse e os protagonistas, especialmente com os irmãos Winchester, é complexa. Isso porque, eles precisam lidar com a responsabilidade de decidir o destino do garoto, considerando tanto seu potencial como uma ameaça ao mundo quanto a possibilidade de redenção e livre arbítrio.

5. Bugs

Bugs

Bugs – Reprodução

Com aparição na primeira temporada, especificamente no episódio 8, os Bugs se caracterizam como criaturas de supernatural baseadas em animais e insetos, como aracnídeos gigantes, wendigos com características insetóides, o lendário Mothman e larvas parasitárias.

A série explora diversas formas de entidades com características de insetos, utilizando licença poética e criatividade para adaptar mitos e lendas à sua narrativa única. Assim, essas criaturas representam ameaças significativas e contribuem para o aspecto sobrenatural e horripilante da série.

6. Changelings

Changelings

Changelings – Reprodução

A primeira vez que vemos essas criaturas de Supernatural, é no episódio “Tudo Bem Com As Crianças”, da 3ª temporada. Assustadores, eles são criaturas sobrenaturais frequentemente associadas a lendas urbanas sobre crianças substituídas por seres malévolos.

Os Changelings na série são seres que se infiltram nas famílias humanas, substituindo bebês por cópias idênticas, mas que, na verdade, são criaturas monstruosas. Ao crescerem, essas criaturas desenvolvem a habilidade de se alimentar da energia vital de suas famílias humanas, enfraquecendo-as gradualmente.

Os Changelings se assemelham fisicamente às crianças humanas, mas eles têm características distintas que os tornam reconhecíveis para os caçadores sobrenaturais, como os irmãos Winchester. Um dos sinais notáveis é a presença de garras afiadas escondidas nas mãos.

A narrativa em torno dos Changelings no episódio “The Kids Are Alright” explora temas de perda, traição e o impacto emocional de lidar com entidades sobrenaturais que imitam entes queridos. Nesse sentido, a caça aos Changelings destaca a natureza perigosa e implacável do mundo sobrenatural no universo de “Supernatural”.

7. Crocottas

Crocottas

Crocottas – Reprodução

Os Crocotta são criaturas sobrenaturais que se alimentam das almas humanas. Assim, são apresentados como predadores astutos que se comunicam com humanos antes de atacar. Para isso, usam suas habilidades de imitação de voz, enganando suas vítimas, geralmente se fazendo passar por entes queridos.

As criaturas de Supernatural baseadas na lenda dos Crocotta, são apresentadas no episódio “Long-Distance Call” (Temporada 3, Episódio 14). Nele, os irmãos Winchester investigam uma série de eventos sobrenaturais ligados a chamadas telefônicas e acabam enfrentando a ameaça.

8. Cupido

Cupido

Cupido – Reprodução

A primeira vez que nos deparamos com essas criaturas de Supernatural, é no episódio “Amores Sangrentos” (5 ª temporada, episódio 14), nele os Cupidos são apresentados como seres celestiais, encarregados de promover o amor e as relações românticas entre os seres humanos.

A mitologia dos Cupidos na série destaca um aspecto mais leve e cômico, em contraste com algumas das ameaças mais sombrias que os irmãos Winchester enfrentam. No entanto, “Supernatural” também explora dilemas éticos associados às intervenções desses seres místicos, questionando se o amor verdadeiro seria genuíno ou forçado por influências sobrenaturais.

A aparição dos Cupidos na série envolve situações humorísticas e reflexões sobre o amor e as relações humanas. Por isso, os episódios com essas criaturas de Supernatural proporcionam momentos leves e descontraídos em meio às tramas mais intensas e sombrias.

9. Daevas

Daevas

Daevas – Reprodução

Você pode ver um Daeva no episódio “Sombra” (16), da 1 ª temporada. Essas entidades são inspiradas nas tradições mitológicas persas e zoroastristas, nas quais os Daeva eram originalmente divindades malignas. Na série, os Daeva são retratados como criaturas carnívoras e monstruosas que se alimentam de carne humana. Para isso, eles têm a capacidade de se disfarçar como seres humanos.

No episódio intitulado “Everybody Loves a Clown” (Temporada 2, Episódio 2), os irmãos Winchester encontram os Daeva enquanto investigam uma série de assassinatos misteriosos que estão ocorrendo em torno de um circo. O episódio destaca as habilidades dos Daeva em se esconder entre os humanos e a necessidade dos caçadores em discernir as criaturas sobrenaturais mesmo quando elas estão disfarçadas.

10. Acheri Demons

Acheri Demons

Acheri Demons – Reprodução

Os Acheri Demons são criaturas de Supernatural que aparecem no episódio “A Very Supernatural Christmas” (Temporada 3, Episódio 8), baseados em lendas e mitologias de diferentes culturas e tradições indígenas americanas.

No episódio, os Acheri Demons são retratados como espíritos malignos que assumem a forma de uma jovem garota. Desse modo, são invocados durante o solstício de inverno por meio de um ritual específico, e sua presença está associada à neve vermelha. Essas criaturas são especialmente perigosas, pois têm a capacidade de matar simplesmente olhando para suas vítimas.

Os irmãos Winchester encontram os Acheri Demons enquanto investigam uma série de mortes misteriosas que ocorrem durante o Natal. A partir daí, a narrativa explora a mitologia em torno desses demônios, destacando sua natureza implacável e a urgência dos protagonistas em detê-los antes que causem mais danos.

11. Demônio de olhos pretos

Demônio de olhos pretos

Demônio de olhos pretos – Reprodução

Na série, os demônios frequentemente assumem a forma de uma fumaça escura, muitas vezes descrita como uma “fumaça negra” ou “olhos pretos”, quando estão possuindo um hospedeiro humano.

Quando um demônio entra em um corpo humano, essa fumaça negra é mostrada penetrando no hospedeiro através de suas cavidades nasais ou boca. Uma vez possuído, o hospedeiro exibe olhos completamente pretos, indicando a presença do demônio.

Essa forma de possessão é uma característica distintiva dos demônios da série, fazendo com que sejam uma das criaturas de Supernatural mais comuns e que participam de inúmeros episódios.

A série explora diversas histórias envolvendo demônios possessores, destacando os desafios que os personagens principais enfrentam ao lidar com entidades sobrenaturais que buscam influenciar e manipular o mundo humano através da possessão.

12. Demônio da Encruzilhada

Demônio da Encruzilhada

Demônio da Encruzilhada – Reprodução

Com seus característicos olhos vermelhos, os Demônios da Encruzilhada são um conceito recorrente em meio as criaturas de Supernatural. Dessa forma, são representados principalmente pelo personagem Crowley, um demônio astuto que se especializa em fazer contratos com humanos em encruzilhadas; conhecidos como contratos de alma.

A dinâmica envolvendo o Demônio da Encruzilhada geralmente funciona da seguinte maneira: uma pessoa em desespero ou buscando uma solução para uma grande enrascada chega a uma encruzilhada e invoca o demônio.

O ser maligno aparece, e a pessoa pode fazer um pedido ou fazer um acordo em troca de seus desejos. No entanto, o preço a ser pago é a alma do indivíduo, que se tornará propriedade do demônio após um certo período de tempo, geralmente dez anos.

O conceito do Demônio da Encruzilhada é uma exploração do folclore e mitologia, onde fazer pactos com seres infernais é uma temática comum. Além disso, Crowley torna-se um personagem complexo e recorrente na série, desempenhando um papel significativo em várias tramas e desenvolvimentos do enredo.

13. Os Sete Pecados Capitais

Os Sete Pecados Capitais

Os Sete Pecados Capitais – Reprodução

Os Sete Pecados Capitais são criaturas de Supernatural representadas como entidades malignas, que personificam os pecados tradicionalmente enumerados na teologia cristã. Assim, cada um desses pecados assume uma forma física e possui características distintas que refletem a natureza do pecado que representam.

Podemos ver esses seres no episódio intitulado “The Magnificent Seven” (Temporada 3, Episódio 1), sendo eles:

  1. Gula: um homem obeso, ávido por comida e devorador insaciável;
  2. Inveja: uma mulher com olhos que brilham e que pode assumir a forma de outras pessoas;
  3. Ira: um homem agressivo e violento, capaz de infligir danos significativos com sua fúria;
  4. Soberba: personificada por uma mulher orgulhosa e arrogante, que considera a si mesma superior a todos;
  5. Avareza: um homem ganancioso e obsessivo por dinheiro e riqueza;
  6. Preguiça: personificada por um homem apático e indiferente, cuja presença causa letargia nos outros;
  7. Luxúria: uma mulher sensual e sedutora, capaz de atrair e manipular os desejos sexuais das pessoas.

14. O demônio de olhos amarelos

O demônio de olhos amarelos

O demônio de olhos amarelos – Reprodução

O Demônio de Olhos Amarelos em “Supernatural” é conhecido como Azazel e desempenha um papel central nas primeiras temporadas. Isso porque ele é o responsável pela morte da mãe dos irmãos Winchester, Mary, e está envolvido em contratos de alma, oferecendo desejos em troca de almas.

Azazel tem olhos amarelos brilhantes chamativos e está associado a um plano mais amplo que envolve a escolha de crianças para propósitos sobrenaturais. Por isso, sua presença desencadeia eventos cruciais na série, incluindo rituais para abrir portas para o Inferno.

15. Djinns

Djinns

Djinns – Reprodução

Os Djinns apareceram pela primeira vez em: “Apenas um sonho”, na 2 ª temporada. Desse modo, essas criaturas de Supernatural são baseadas no folclore árabe e possuem poderes mágicos, sendo capazes de entrar nos sonhos das pessoas para criar ilusões e manipular a realidade.

Essas criaturas atacam as vítimas enquanto dormem, injetando um veneno que as transporta para uma realidade alternativa. Contudo, elas apresentam o ferro como uma fraqueza comum.

16. Fantasmas

Fantasmas

Fantasmas – Reprodução

Criaturas de Supernatural mais próximas do que conhecemos nas lendas populares latinas, os fantasmas são manifestações de almas presas na terra, devido a circunstâncias traumáticas, vingança ou apego emocional intenso. Desse modo, a série explora várias origens para os fantasmas, incluindo mortes violentas, injustiças e tragédias.

Os fantasmas são capazes de interagir com o mundo físico, muitas vezes buscando vingança contra aqueles que consideram responsáveis por sua morte ou causadores de sua angústia. Por isso, eles podem manipular objetos, causar ruídos e, em alguns casos, até ferir ou matar pessoas.

Em algumas tramas, os protagonistas tentam ajudar fantasmas a encontrar paz, muitas vezes resolvendo questões inacabadas ou revelando verdades ocultas. No entanto, há fantasmas que permanecem hostis e buscam causar danos aos vivos.

17. Ghouls

Ghouls

Ghouls – Reprodução

Na série dos irmãos Winchester, os Ghouls são criaturas necrófagas, muitas vezes associadas a cadáveres e cemitérios. Por isso, eles são retratados como carnívoros que se alimentam de carne humana, especialmente de cadáveres recém-enterrados.

Uma característica distintiva dos Ghouls em “Supernatural” é a habilidade de se disfarçarem como seres humanos, assumindo a forma de pessoas que acabaram de morrer. Dessa maneira, eles imitam a aparência e o comportamento da pessoa morta para se infiltrar na sociedade e se alimentar sem serem detectados.

Em alguns episódios, os Ghouls estão associados a rituais necromânticos ou práticas ocultas que envolvem a criação ou invocação dessas criaturas para servir a propósitos específicos. Assim, são encontrados pelos irmãos Winchester enquanto investigam casos paranormais envolvendo desaparecimentos misteriosos ou atividades suspeitas em torno de cemitérios.

Assim como muitas criaturas de Supernatural, os Ghouls têm suas fraquezas. Nesse sentido, ao encontrar um desses monstros, você poderá usar sal e fogo como métodos para se proteger.

18. Deuses

Deuses

Deuses – Reprodução

São muitos os Deuses representados como criaturas de Supernatural, já que a série explora uma variedade de panteões mitológicos, de diferentes culturas, como a mitologia nórdica, grega, egípcia, hindu e muitas outras.

A partir daí, alguns deuses têm relações complexas com os humanos, exigindo cultos ou rituais específicos para manterem seu poder. Em alguns casos, essas criaturas de Supernatural demandam adoração constante e podem punir aqueles que deixam de venerá-los.

Na trama, os irmãos Winchester muitas vezes se envolvem em conflitos com deuses que representam ameaças aos humanos. No entanto, também há casos em que os personagens estabelecem alianças temporárias com deidades para alcançar objetivos em comum.

19. Hellhounds

Hellhounds

Hellhounds – Reprodução

Com aparições em diferentes episódios, essas criaturas de Supernatural estão relacionadas aos demônios da encruzilhada, pois vem para buscar a alma do condenado no final do contrato por sua alma.

Desse modo, os Hellhounds, ou Cães do Inferno são criaturas demoníacas, enviadas por demônios para realizar tarefas específicas, muitas vezes relacionadas a coletar almas ou cumprir contratos.

Uma característica distintiva dos Hellhounds é sua capacidade de se tornarem invisíveis para a maioria dos seres humanos. Além disso, eles são extremamente rápidos, tornando difícil para suas vítimas escaparem.

A presença de Hellhounds muitas vezes deixa marcas infernais, como pegadas em chamas ou símbolos demoníacos. Essas marcas são sinais de que um Hellhound está próximo. Por outro lado, os Cães do Inferno são extremamente perigosos e difíceis de serem combatidos. Isso significa que poucas armas ou técnicas específicas são eficazes contra eles, e muitas vezes os protagonistas enfrentam desafios significativos ao tentar evitar ou derrotar essas criaturas.

20. Os Quatro Cavaleiros

Os Quatro Cavaleiros

Os Quatro Cavaleiros – Reprodução

Criaturas de Supernatural extremamente poderosas, advindas da mitologia cristã, os Quatro Cavaleiros desempenham um papel crucial nas tramas relacionadas ao apocalipse na quinta temporada de Supernatural.

Nesse sentido, Morte (Death), é considerado o mais poderoso dos Quatro Cavaleiros, responsável por guiar as almas para o além. Na série, Death é retratado como um ser imponente e sábio, cuja presença exige grande respeito.

O cavaleiro Guerra (War) incita lutas e conflitos, levando a humanidade a se voltar uma contra a outra. Desse modo, War é apresentado como uma força que alimenta os embates, exacerbando as tensões existentes.

A Peste (Famine) personifica a fome e o desejo insaciável. Assim, é capaz de induzir fome extrema e desejo incontrolável em sua presença. Essa criatura de Supernatural explora a ideia de que a fome pode assumir formas além da necessidade física de comida.

Por fim, Inferno na Terra (Conquest ou Pestilence), dependendo da interpretação, é o quarto cavaleiro, representando a conquista e dominação, pestilência e doenças. Independentemente do nome, esse cavaleiro traz caos generalizado.

21. Caçadores também são criaturas de Supernatural

Caçadores também são criaturas de Supernatural

Caçadores também são criaturas de Supernatural – Reprodução

Representados de forma brilhante pelos protagonistas, Dean e Sam Winchester, os caçadores são uma raça diferente de humanos, que dedicam suas vidas a combater ameaças sobrenaturais.

Para isso, eles passam por treinamento e ganham experiência. Motivados por vingança, dever ou herança familiar, os caçadores enfrentam desafios, incluindo ferimentos e perdas. A série nos mostra que existe uma comunidade de caçadores, embora a vida seja muitas vezes solitária. Assim, existem códigos morais variados que guiam as ações dos hunters, enquanto protegem os inocentes contra criaturas sobrenaturais perigosas.

22. Leshiis

Leshiis

Leshiis – Reprodução

Na mitologia original, os Leshiis são considerados guardiões das florestas e têm a capacidade de se transformar em diferentes formas, frequentemente adotando a aparência humana. Já na série, essas entidades são apresentadas como seres antigos e misteriosos, conectados à natureza e capazes de controlar plantas e manipular a vegetação ao seu redor.

Essas criaturas de Supernatural interagem de maneiras complexas com os humanos, atuando como protetores das florestas, defendendo-as contra intrusos, ou buscando vingança por danos causados ao ambiente natural.

Nesse sentido, a capacidade dos Leshiis de se disfarçar como seres humanos adiciona um elemento de intriga, pois sua verdadeira identidade pode ser difícil de ser percebida. Elementos como olhos peculiares ou comportamentos distintivos podem revelar sua natureza sobrenatural.

23. Lilith (O Primeiro Demônio) – uma das criaturas de Supernatural mais perigosas!

Lilith (O Primeiro Demônio) - uma das criaturas de Supernatural mais perigosas!

Lilith (O Primeiro Demônio) – uma das criaturas de Supernatural mais perigosas! – Reprodução

Na tradição bíblica e em várias mitologias, Lilith é frequentemente considerada a primeira mulher, criada antes de Eva. No entanto, em “Supernatural”, a representação de Lilith diverge das tradições religiosas convencionais.

Na série, Lilith é apresentada como uma demônio extremamente poderosa e é frequentemente chamada de “Rainha dos Demônios”. Isso porque ela ocupa uma posição de destaque entre as hierarquias demoníacas e é uma figura de grande influência no submundo sobrenatural.

Dessa maneira, Lilith desempenha um papel significativo nas tramas relacionadas ao apocalipse na quarta e quinta temporadas da série. A partir daí, seu sacrifício se torna um elemento crucial para abrir os Selos que desencadeiam eventos apocalípticos.

Como uma das criaturas de Supernatural de alta patente, Lilith possui uma variedade de poderes sobrenaturais. Isso inclui habilidades como manipulação de energia, telecinese, controle sobre outros demônios e a capacidade de se disfarçar como uma jovem garota.

24. Lúcifer

Lúcifer

Lúcifer – Reprodução

Uma das criaturas de Supernatural com maior destaque, Lúcifer é retratado como um anjo caído e uma figura central nas tramas apocalípticas da série. Desse modo, ele foi originalmente aprisionado numa Jaula Celestial, e sua libertação desencadeia eventos catastróficos.

Lúcifer assume diferentes formas, manipula personagens-chave, e sua relação complexa com os irmãos Winchester, especialmente com Sam, é explorada. A partir disso, sua presença é associada a conflitos apocalípticos e desdobramentos narrativos ao longo de várias temporadas, proporcionando um personagem multifacetado.

25. Deuses pagãos

Deuses pagãos

Deuses pagãos – Tradutor

Em “Supernatural”, os deuses pagãos são retratados como entidades poderosas provenientes de diversas mitologias, incluindo nórdica, celta, egípcia, greco-romana e hindu. Assim, Odin, Loki, Leprechauns, Anúbis, Apolo e Ganesha são alguns exemplos.

Os irmãos Winchester, Dean e Sam, enfrentam essas divindades ao longo da série, usando métodos criativos e armas místicas para derrotá-los.

26. Poltergeists – criaturas de Supernatural retratadas como entidades violentas.

Poltergeists

Poltergeists – Reprodução

Na série de terror, os Poltergeists são conhecidos por causar perturbações físicas significativas em seu ambiente. Isso pode incluir objetos sendo arremessados, portas batendo, luzes piscando e outros fenômenos semelhantes.

Ao contrário de fantasmas tradicionais, essas criaturas de Supernatural geralmente estão associadas a eventos traumáticos, emoções intensas ou distúrbios psíquicos em pessoas vivas.

Por não serem espíritos de pessoas falecidas, a abordagem para lidar com poltergeists pode ser diferente. Em alguns casos, exorcismos específicos são necessários para dissipar a energia perturbadora que está causando a atividade poltergeist.

“Supernatural” apresenta vários episódios dedicados aos poltergeists ao longo de suas temporadas. Assim, os protagonistas Sam e Dean Winchester sempre enfrentam essas entidades.

27. Profetas – criaturas de Supernatural que recebem mensagens divinas!

Profetas - criaturas de Supernatural que recebem mensagens divinas!

Profetas – criaturas de Supernatural que recebem mensagens divinas! – Reprodução

Os profetas são humanos escolhidos para servir como receptáculos de mensagens divinas. Desse modo, eles são designados por forças superiores para receber e transmitir profecias importantes. Contudo, eles não têm controle sobre sua seleção e muitas vezes são pessoas comuns que são subitamente designadas para esse papel.

Na série, os profetas têm a habilidade sobrenatural de ler e entender a linguagem celestial chamada Enochiano, que é frequentemente usada por anjos e seres divinos. Além disso, eles são protegidos por anjos, já que suas mensagens são de extrema importância para os planos de Deus.

Cientes de suas responsabilidades e das profecias que recebem, os profetas passam por situações de grande perigo, pois forças malignas buscam silenciá-los para impedir a realização das profecias.

28. Médiuns – criaturas de Supernatural que tem contato com o mundo espiritual

Médiuns - criaturas de Supernatural que tem contato com o mundo espiritual

Médiuns – criaturas de Supernatural que tem contato com o mundo espiritual – Reprodução

Os médiuns são indivíduos com habilidades paranormais que incluem telepatia, clarividência e contato com o mundo espiritual. Assim, tem a capacidade de se comunicar com espíritos, receber visões do futuro e profecias.

Suas habilidades os tornam alvos de seres sobrenaturais, especialmente demônios, que buscam explorar ou eliminar essas capacidades. Dessa maneira, a série explora questões éticas relacionadas ao uso dessas habilidades, destacando dilemas morais e conflitos enfrentados pelos médiuns.

Um exemplo dessas criaturas de Supernatural é Missouri Moseley, interpretada por Loretta Devine. Ela aparece no episódio intitulado “Home” (Temporada 1, Episódio 9). Nesse sentido, Missouri é uma médium habilidosa que ajuda os irmãos Winchester a lidar com uma assombração na casa onde eles cresceram.

29. Rakshasa

Rakshasa

Rakshasa – Reprodução

O Rakshasa fez sua primeira aparição em “Supernatural” no episódio “Todo Mundo Ama o Palhaço” (2ª temporada, episódio 2). Neste episódio, o Rakshasa adota a forma de um palhaço para se aproximar de crianças e, assim, ter acesso às suas casas para se alimentar de seus pais.

Uma das criaturas de Supernatural baseadas na mitologia hindu, o Rakshasa é retratado como um ser maligno e carnívoro, conhecido por se alimentar da carne de seres humanos. Assim, ele é apresentado como um ser capaz de se transformar em qualquer pessoa, permitindo-lhe assumir a forma de entes queridos para enganar suas vítimas.

O alimento preferido dessa criatura monstruosa são as crianças, o que o deixa ainda mais ameaçador. Por outro lado, na série, é revelado que ele pode ser ferido ou morto por uma lâmina feita de um metal especial chamado aço duro.

30. Reapers – criaturas de Supernatural com caráter ambíguo!

Reapers - criaturas de Supernatural com caráter ambíguo!

Reapers – criaturas de Supernatural com caráter ambíguo! – Reprodução

Os Reapers são criaturas em Supernatural que desempenham um papel intrigante, trazendo elementos de mistério, ética e explorando a transição entre a vida e a morte no universo da série. Eles são entidades que desempenham um papel crucial na transição das almas do mundo dos vivos para o pós-vida, essencialmente encarregados de colher as almas no momento da morte e guiá-las para o próximo estágio.

Essas criaturas muitas vezes aparecem como seres humanos comuns. No entanto, há momentos em que sua verdadeira natureza é revelada por meio de habilidades especiais, como a capacidade de apagar memórias ou de viajar entre o mundo dos vivos e o além.

“Supernatural” explora várias facetas dos Reapers ao longo das temporadas. Alguns Reapers são apresentados como neutros, seguindo seu dever com imparcialidade, enquanto outros podem ter motivações pessoais ou se envolver em conflitos com os protagonistas.

Em alguns episódios, os Reapers são retratados interferindo nos assuntos dos vivos, seja por escolha própria ou devido a circunstâncias especiais. Isso pode levar a dilemas éticos e complicações nas narrativas.

Em vários momentos da série, os irmãos Winchester, Sam e Dean, têm encontros e interações significativas com Reapers. Essas interações muitas vezes envolvem situações em que a morte está envolvida, lançando luz sobre os aspectos sobrenaturais do universo da série.

31. Rugarus – criaturas de Supernatural que se assemelha a lobisomens!

Rugarus

Rugarus – Reprodução

Com uma aparição emblemática no episódio “Metamorfose” (4 ª temporada, episódio 4), os Rugarus têm suas raízes na mitologia cajun, que é uma tradição folclórica presente em algumas regiões dos Estados Unidos, particularmente na Louisiana.

No folclore cajun, os Rugarus são frequentemente associados a seres humanos que se transformam em criaturas devoradoras de carne devido a práticas tabu ou maldições. Já na mitologia de “Supernatural”, os Rugarus são humanos que passam por uma transformação física e psicológica após praticar o canibalismo, muitas vezes como resultado de uma maldição.

Essas criaturas de Supernatural são caracterizadas por um apetite insaciável por carne humana, especialmente a carne de membros de sua própria família. Isso cria um elemento aterrorizante, já que eles representam uma ameaça não apenas para estranhos, mas também para seus entes queridos.

A transformação de um humano em um Rugaru geralmente segue um ciclo específico, incluindo estágios de intensificação do apetite por carne e mudanças físicas. Este processo é um dos elementos explorados quando os irmãos Winchester enfrentam essas criaturas.

A abordagem para lidar com essas criaturas muitas vezes envolve tentativas de reverter a transformação ou, em casos extremos, eliminar a ameaça para evitar que mais vidas sejam perdidas.

32. Shapeshifters

Shapeshifters

Shapeshifters – Reprodução

Em “Supernatural”, os Shapeshifters ou metamorfos, são criaturas capazes de mudar de forma, assumindo a aparência de outras pessoas. Isso lhes permite se infiltrar na sociedade humana sem serem detectados, muitas vezes causando confusão e caos.

Ao longo das temporadas de “Supernatural”, a série apresenta diferentes tipos de Shapeshifters, cada um com suas próprias origens e características. Assim, algumas variações podem ter fraquezas específicas ou habilidades adicionais. Além da capacidade principal de mudança de forma, alguns Shapeshifters na série podem ter habilidades adicionais, como força sobre-humana e regeneração rápida.

Os Shapeshifters são frequentemente retratados como antagonistas na série. Dessa forma, podem representar uma ameaça significativa, já que são capazes de se infiltrar em comunidades e enganar até mesmo aqueles mais próximos dos protagonistas.

Assim como muitas criaturas de Supernatural, os Shapeshifters têm fraquezas específicas. Em alguns casos, eles podem ser mortos por meios convencionais, enquanto outros podem exigir métodos mais incomuns para serem derrotados.

33. Shtrigas

Shtrigas

Shtrigas – Reprodução

Podemos ver Shtrigas no episódio “Alguma Coisa Maligna” (18), presente na 1ª temporada. Inspiradas nas lendas folclóricas dos Bálcãs, são conhecidas por se alimentarem da energia vital das crianças enquanto dormem, enfraquecendo-as gradualmente ao longo do tempo.

Essas criaturas de Supernatural são retratadas como figuras femininas, muitas vezes com uma aparência idosa e assustadora. Assim, elas têm a capacidade de assumir uma forma mais atraente para seduzir suas vítimas antes de se alimentarem delas.

Em “Supernatural”, é revelado que Shtrigas são vulneráveis a uma lâmina impregnada com uma mistura especial de ervas, que é capaz de feri-las de maneira grave. Em seu episódio de aparição, Sam e Dean Winchester voltam à sua cidade natal para investigar uma série de casos de crianças doentes. Logo, eles descobrem que uma Shtriga pode estar por trás desses incidentes e se envolvem na caçada para detê-la.

34. Sirens

Sirens

Sirens – Reprodução

Essas criaturas de Supernatural ganharam destaque com o episódio “S3x0 e Vi0lenci4”, da 4 ª temporada. Assim, as Sirens são criaturas sobrenaturais conhecidas por sua capacidade de seduzir e encantar suas vítimas, geralmente homens, usando uma combinação de beleza e poderes hipnóticos, para manipular e se alimentar da energia vital de suas vítimas.

Como as sereias que estamos acostumados, elas podem criar ilusões, manipular emoções e induzir um estado de encantamento que torna as vítimas obedientes aos seus desejos. Felizmente, As Sirens, como muitas criaturas de Supernatural, as Sirens têm fraquezas específicas, sendo vulneráveis a armas convencionais.

35. Crianças Especiais – criaturas de Supernatural criadas pelo demônio

Crianças Especiais - criaturas de Supernatural criadas pelo demônio

Crianças Especiais – criaturas de Supernatural criadas pelo demônio – Reprodução

As Crianças Especiais são um grupo de indivíduos que foram visitados por Azazel, um demônio de alta hierarquia, quando ainda eram bebês. Nesse sentido, Azazel derramou seu próprio sangue nas bocas dessas crianças, concedendo-lhes poderes especiais e tornando-as parte de um plano mais amplo que envolve forças sobrenaturais e ameaças apocalípticas.

Ao longo da série, Sam e Dean Winchester, como caçadores de coisas sobrenaturais, se envolvem em inúmeros desafios relacionados às crianças especiais. Isso inclui confrontos com outras crianças com poderes similares e a busca por maneiras de lidar com o destino sombrio que muitos associam a essas habilidades.

36. O Urso Teddy

O Urso Teddy

O Urso Teddy – Reprodução

Essa é uma das criaturas de Supernatural que apareceu no episódio “A Fonte dos Desejos”, da 4ª temporada. Neste episódio, uma criatura peculiar é trazida à vida devido ao desejo de uma criança: um gigante urso de pelúcia do tipo Teddy, que, de maneira inusitada, adquire senciência.

No entanto, a narrativa toma um rumo sombrio quando o urso de pelúcia revela experimentar grande dor pela súbita consciência de sua existência. Esse sofrimento leva a criatura a cometer um ato extremo, tentando tirar sua própria vida ao atirar em sua cabeça.

Este episódio aborda temas complexos, explorando as consequências inesperadas e trágicas da atribuição de vida a objetos inanimados, bem como os impactos emocionais relacionados a essa existência recém-adquirida.

37. A Fada dos Dentes

A Fada dos Dentes

A Fada dos Dentes – Reprodução

No episódio intitulado “Crianças Assustadoras”, da 5ª temporada de “Supernatural”, os protagonistas, Sam e Dean Winchester, encontram uma abordagem única e sobrenatural ao mito da Fada dos Dentes.

Essas criaturas de Supernatural, famosas na cultura popular, ganham um incremento na série, com uma versão maligna. Assim, a trama envolve a investigação de crianças desaparecidas que estão sendo levadas pela Fada dos Dentes.

Ao longo do episódio, os irmãos Winchester descobrem que a Fada dos Dentes está conectada a outros seres sobrenaturais, e, como de costume, procuram uma maneira de impedir seus planos nefastos.

38. Malandro – uma das criaturas de Supernatural é Loki

Malandro - uma das criaturas de Supernatural é Loki

Malandro – uma das criaturas de Supernatural é Loki – Reprodução

Loki é uma figura mitológica que aparece como uma entidade na forma de um deus nórdico trapaceiro. Desse modo, é interpretado na série como uma entidade poderosa e astuta que muitas vezes brinca com os destinos dos humanos e dos próprios protagonistas, Sam e Dean Winchester.

A primeira aparição significativa de Loki ocorre no episódio intitulado “Playthings” (Temporada 2, Episódio 11). Nele, Loki assume a forma de um empresário de hotel chamado Richard Beesome.

A partir daí, manipula eventos para proteger uma pousada, onde espíritos vingativos estão agindo. Loki também é responsável por uma série de eventos desconcertantes e traiçoeiros, mantendo sua característica natureza ardilosa e brincalhona.

A representação de Loki em Supernatural é consistente com a mitologia nórdica, onde Loki é conhecido como um deus da trapaça e da travessura. No entanto, a série adiciona sua própria reviravolta ao apresentar Loki como uma entidade que usa sua astúcia para influenciar os eventos humanos de maneiras imprevisíveis.

39. Tulpas – criaturas de Supernatural que surgem de pensamentos poderosos!

Tulpas - criaturas de Supernatural que surgem de pensamentos poderosos!

Tulpas – criaturas de Supernatural que surgem de pensamentos poderosos! – Reprodução

Visto pela primeira vez em “Casa do Inferno ” (1 ª temporada, episódio 17), os Tulpas são criaturas que são trazidas à existência através do poder do pensamento humano. Desse modo, são criaturas de Supernatural criadas pela crença coletiva e intensa em determinada história, lenda ou entidade.

A ideia por trás dos Tulpas na série é baseada em conceitos do folclore tibetano, onde tulpas são descritas como criaturas ou objetos que ganham vida ou forma física por meio da concentração mental e crença de uma pessoa ou grupo de pessoas.

No episódio “Hell House” (Temporada 1, Episódio 17) de Supernatural, os Tulpas são introduzidos quando os irmãos Winchester investigam uma série de eventos sobrenaturais relacionados a uma lenda urbana chamada “A Senhora de Branco”. Assim, os irmãos descobrem que a intensidade da crença das pessoas na lenda está criando um Tulpa real, uma entidade perigosa que ataca as pessoas como a lenda descreve.

 40. Vanir – uma das criaturas de Supernatural da mitologia nórdica!

Vanir - uma das criaturas de Supernatural da mitologia nórdica!

Vanir – uma das criaturas de Supernatural da mitologia nórdica! – Reprodução

O episódio 11 da primeira temporada de Supernatural, intitulado “Scarecrow” (Espantalho), é centrado em torno de uma entidade sobrenatural chamada “O Deus da Colheita”.

Na trama, Sam e Dean Winchester estão investigando o desaparecimento de casais que viajam pela estrada em uma pequena cidade chamada Burkitsville. Logo, eles descobrem que a cidade tem uma tradição peculiar: sacrificar um casal a cada ano para garantir uma colheita abundante.

Para isso, o Deus da Colheita (Vanir) é invocado através de um espantalho específico, que é, na verdade, uma entidade sobrenatural que se alimenta do sacrifício humano. Essa é uma das criaturas de Supernatural alimentada pela crença e pelo medo das pessoas da cidade, capaz de se mover e caçar de maneira eficaz.

41. Vampiros

Vampiros

Vampiros – Reprodução

Os vampiros são apresentados como criaturas de Supernatural que se alimentam de sangue humano para sobreviver. Desse modo, são transformados por meio de mordidas, e possuem características típicas de vampiros, como força sobre-humana, velocidade aumentada e cura acelerada.

A série adiciona suas próprias nuances, explorando uma hierarquia vampírica com líderes mais antigos e poderosos, além de variações, como vampiros alados e aqueles que se alimentam de almas.

Os vampiros em Supernatural compartilham fraquezas tradicionais, como a aversão à luz do sol, estacas de madeira no coração e decapitação. Dessa maneira, os irmãos Winchester frequentemente enfrentam vampiros em suas caçadas, utilizando armas como estacas benzidas e desenvolvendo estratégias específicas.

42. Espíritos Vingativos

Espíritos Vingativos

Espíritos Vingativos – Reprodução

Em Supernatural, os espíritos vingativos são entidades sobrenaturais que retornam após mortes injustas ou trágicas em busca de vingança. Motivados por eventos traumáticos de suas vidas passadas, esses espíritos assombram lugares e pessoas associadas à sua morte, causando caos.

Os irmãos Winchester lidam com eles investigando as circunstâncias da morte, buscando a verdade e, em alguns casos, confrontando os responsáveis. Nesse sentido, podemos citar como exemplo a famosa personagem “Bloody Marry”.

43. Cascas – criaturas de Supernatural que são feitas para receber anjos em seus corpos!

Cascas – criaturas de Supernatural que são feitas para receber anjos em seus corpos!

Cascas – criaturas de Supernatural que são feitas para receber anjos em seus corpos! – Reprodução

Podemos citar as “cascas” como criaturas de Supernatural, já que se referem a um certo tipo de humano, em específico. Desse modo, o termo trata de corpos usados como hospedeiros pelos anjos quando eles decidem descer à Terra.

Isso porque os anjos precisam de uma forma física para interagir no plano terreno, e eles escolhem possuir corpos humanos para esse propósito. Na série, esses corpos humanos são chamados de “cascas” porque servem como envoltórios temporários para os anjos enquanto estão na Terra.

A escolha das cascas pelos anjos é uma parte significativa da mitologia da série, e ela é baseada na ideia de que os anjos não têm corpos próprios. Assim, quando decidem interagir com o mundo físico, eles precisam habitar corpos humanos para se manifestarem. Essa prática cria uma dinâmica complexa, pois tanto os anjos quanto os humanos que são escolhidos como cascas podem ser afetados por essa conexão.

44. Wendigos

Wendigos

Wendigos – Reprodução

Os Wendigos são criaturas de Supernatural originárias de lendas ameríndias, associadas ao canibalismo em condições extremas de fome. Na série, humanos que recorrem ao canibalismo se transformam em Wendigos, seres ágeis e famintos por carne humana.

Os irmãos Winchester enfrentam essas criaturas em várias caçadas, lidando com suas habilidades aprimoradas e explorando temas mais amplos de fome e desespero. A representação dos Wendigos em Supernatural combina mitologia folclórica com elementos sobrenaturais, enriquecendo a narrativa da série com desafios únicos e explorando questões éticas e morais associadas ao canibalismo.

A título de curiosidade, o primeiro Wendigo aparece já na 1 ª temporada, no segundo episódio que leva o seu nome.

45. Lobisomens

Lobisomens

Lobisomens – Reprodução

Os lobisomens são criaturas de Supernatural que aparecem primeiramente no episódio “Coração” (2 ª temporada). A partir daí, vemos que os lobisomens são homens que, ao serem mordidos por outros lobisomens, se transformam em criaturas monstruosas durante a lua cheia. Além das características tradicionais, como a aversão à prata, a série explora uma sociedade de lobisomens com diferentes níveis de controle sobre suas transformações.

Os irmãos Winchester frequentemente caçam lobisomens, desenvolvendo estratégias específicas para lidar com essas criaturas, matando-as com balas de prata. Ademais,a narrativa também aborda o conflito interno e dilemas morais enfrentados por personagens com a maldição do lobisomem, enriquecendo a mitologia dessas criaturas na série.

46. A Prostituta da Babilônia – outra das criaturas de Supernatural com vertente bíblica!

A Prostituta da Babilônia - outra das criaturas de Supernatural com vertente bíblica!

A Prostituta da Babilônia – outra das criaturas de Supernatural com vertente bíblica! – Reprodução

No episódio “99 Problemas” (5ª temporada, episódio 17) de Supernatural, a “Prostituta da Babilônia” refere-se a uma entidade sobrenatural que aparece no enredo. Nesse episódio, a cidade de River Pass, em Wyoming, está enfrentando uma série de eventos sobrenaturais, e a população acredita que esses acontecimentos estão ligados a uma prostituta da Babilônia.

No contexto do episódio, a Prostituta da Babilônia não é uma prostituta literal, mas uma criatura sobrenatural que está causando caos na cidade. Assim, a associação com a “Prostituta da Babilônia” pode ser uma referência simbólica à figura bíblica, que é frequentemente mencionada no Livro de Apocalipse.

47. Bruxas – uma das criaturas de Supernatural que manipulam o uso da magia!

Em Supernatural, as bruxas são retratadas como seres sobrenaturais com habilidades mágicas e conhecimentos ocultos, o que pode incluir feitiços, poções, telecinesia e outras habilidades sobrenaturais.

Assim como outras criaturas de Supernatural, as bruxas podem ter motivações diversas. Desse modo, algumas são retratadas como vilãs, que usam sua magia para causar danos, enquanto outras podem ser neutras ou até mesmo aliadas dos protagonistas.

48. Espectros – criaturas de Supernatural movidas pela sede de vingança!

Em “Supernatural”, os espectros, também conhecidos como fantasmas, são seres sobrenaturais que representam as almas dos mortos que não seguiram adequadamente para o além, muitas vezes devido a traumas, apego emocional intenso ou questões não resolvidas.

Muitas vezes, os espectros estão ligados a eventos traumáticos ou emoções intensas de sua vida passada. Isso pode levá-los a se manifestar de maneiras perturbadoras ou a buscar vingança contra aqueles que consideram responsáveis por seu sofrimento.

Os espectros são criaturas de Supernatural que podem se manifestar de maneiras físicas, como luzes piscando, objetos se movendo, portas batendo e, em alguns casos, até mesmo assumindo uma forma visível.

Assim como outros seres sobrenaturais em “Supernatural”, os espectros são sensíveis a certas substâncias, como sal e ferro. Por isso, o sal é frequentemente usado para criar barreiras protetoras, enquanto objetos de ferro podem causar danos a essas entidades.

Para lidar com espectros, os caçadores de Supernatural muitas vezes recorrem a rituais de exorcismo específicos. Esses rituais visam libertar a alma aprisionada, permitindo que ela siga seu caminho para o além.

Muitos espectros são motivados por um desejo de vingança contra aqueles que causaram sua morte ou contribuíram para sua situação de sofrimento. Isso adiciona uma dimensão emocional às histórias envolvendo essas entidades.

49. Zumbis – criaturas de Supernatural

Ao contrário de muitas histórias de zumbis que envolvem epidemias virais ou maldições místicas, os zumbis em “Supernatural” muitas vezes resultam de atividades necromânticas, rituais ocultos ou eventos sobrenaturais específicos.

Diferentemente dos zumbis tradicionais que podem transformar outros seres vivos através de mordidas ou arranhões, os zumbis em “Supernatural” geralmente não são contagiosos. Isso porque suas ressurreições são mais ligadas a práticas místicas ou maldições específicas.

Enquanto alguns zumbis na série exibem comportamento mais primitivo, outros mantêm parte de sua inteligência e habilidades. Isso pode resultar em situações mais complexas, onde os zumbis podem planejar estratégias para alcançar seus objetivos.

Assim como outras criaturas de Supernatural, os zumbis muitas vezes têm motivações pessoais relacionadas ao motivo de sua morte inicial ou ao evento que os levou à reanimação, o que adiciona camadas de complexidade emocional às histórias envolvendo esses seres.

Entre os métodos tradicionais de destruir zumbis, temos os tiros na cabeça. No entanto, em alguns casos, pode ser necessário encontrar e neutralizar a fonte do poder que os mantém reanimados.

50. Humanos

Apesar de existirem criaturas de Supernatural realmente mortais e pavorosas, em alguns casos os verdadeiros monstros eram humanos “normais”, que mesmo sem a influência direta de forças sobrenaturais, ainda eram capazes de realizar atos terríveis.

Em várias ocasiões, “Supernatural” apresenta personagens humanos envolvidos em cultos ou grupos fanáticos que realizam rituais obscuros e buscam poder através de meios sobrenaturais.

Nesse sentido, alguns episódios exploram humanos que se tornam assassinos em série, ou que buscam poder político ou influência, usando meios sobrenaturais para alcançar seus objetivos.

Ao explorar a natureza obscura e complexa da humanidade, “Supernatural” destaca que nem sempre é necessário um toque sobrenatural direto para criar situações aterrorizantes.  Assim, a série questiona a linha tênue entre o humano e o monstruoso, sugerindo que os verdadeiros horrores muitas vezes residem dentro de nós mesmos.

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *